RJ: MUSEU DE BELAS ARTES

Falar do Museu Nacional de Belas Artes é poder falar de boca cheia. Pois, conforme diz o site da Secretaria de Cultura, essa é "a instituição do Brasil que possui a maior e mais importante coleção de arte brasileira do século XIX ". E isso não é pouco, né? Mas o acervo conta com obras estrangeiras também. Resumindo, são pinturas, esculturas e arte sobre papel que juntas totalizam aproximadamente 20 mil obras. Esse é o meu museu preferido no Rio de Janeiro. 

Nunca me esqueço da primeira vez que visitei o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). Eu estava bem mal-humorada por estar indo por uma obrigação acadêmica e acabou que saí de lá maravilhada e me culpando por não ter conhecido antes um museu daquele porte na minha própria cidade. E eu sei que tem muito carioca que nunca foi a um museu da cidade. Mas nunca é tarde para ir a um e o que eu indico é justamente o MNBA!

Agora, se você for ao MNBA, eu sugiro que vá também ao Theatro Municipal no mesmo dia, numa visita guiada, pois eles ficam um de frente para o outro e a visita à casa de espetáculos é muito interessante. Se tiver tempo, faça essa dupla. Sobre a visita guiada ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro, eu detalho nesta postagem.    
Abaixo, vamos fazer um passeio por algumas das obras do MNBA, que são aquelas que mais me atraíram. Não há muito para ser dito, apenas para ser visto. Até porque não entendo muito de arte, mas sei admirar como ninguém. Me arrepio e até sou capaz de chorar diante de uma pintura ou escultura. Sem contar do tanto de história que acabo aprendendo. Particularmente, gosto mais das esculturas. Fico um tempão em frente a elas observando os detalhes e, dependendo do que representem, minha mente automaticamente entra numa máquina do tempo.

Então, sem mais blá blá blá, vamos às fotos! As informações sobre as obras eu tirei das plaquinhas junto a elas.



Fachada do Museu Nacional de Belas Artes (à direita), que fica ao lado do Theatro Municipal. O museu fica na Avenida Rio Branco, 199, no centro do Rio.



O Museu de Belas Artes tem uma vasta exposição de pinturas. Quem gosta desse tipo de arte vai se sentir no paraíso aqui. 


Nóbrega e seus companheiros, circa 1843. Óleo sobre tela. Sem assinatura.


Fauno e Bacante, circa 1862. Óleo sobre tela. De Léon Pallière.


Primeira Missa no Brasil, 1861. De Vítor Meireles. Esta é uma das principais obras do museu.



Os corredores do Museu de Belas Artes são compridos e não faltam quadros para encher as paredes.



Batalha dos Guararapes, 1879. Óleo sobre tela. De Vítor Meirelles. Outra obra muito importante do museu.



A noite acompanhada dos gênios do estudo e do amor, 1883. Óleo sobre tela. De Pedro Américo.



Batalha do Avaí, 1872/1877. Óleo sobre tela. Sem assinatura.

Judite e Holofernes, 1880. Óleo sobre tela. De Pedro Américo.



Outro extenso corredor no Museu de Belas Artes.



Neste corredor, além das pinturas, há também algumas esculturas.



Estudo de mulher, 1884. Óleo sobre tela. Rodolfo Amoedo.



Esta é uma mulher se escondendo/protegendo. Saiba por que na foto abaixo.



Cristo e a mulher adúltera, 1884. Mármore esculpido. De Rodolfo Bernardelli. 










Tríptico I, II e III, 1967. Óleo sobre madeira. De João Câmara.









E este é o meu corredor preferido, o das esculturas clássicas!



Arthemis. Autor desconhecido. Obra de referência no Museu do Louvre.



Apollo. Autor desconhecido. Circa 1861-1862. Obra de referência nos Museus Vaticanos.



Laocoon and his sons. Autor desconhecido. Obra de referência nos Museus Vaticanos.



Centauro montado por Eros/Amor/Cupido. Obra de referência no Museu do Louvre.



A Primeira Missa no Brasil, 1948. Têmpera sobre tela. De Candido Portinari. 



Vitória de Samotracia. Encontrada na Ilha de Samotracia (1863), uma das últimas moldagens do original em mármore existente no Museu do Louvre.



Mesmo se você for assim como eu, que entende muito pouco de arte, mas que goste muito, pode ir ao Museu Nacional de Belas Artes que a casa é sua!

Para mais informações, visite o site do MNBA. É este aqui.

4 comentários:

mumamo disse...

Este também é o meu preferido.Sempre fui muito visitá-lo e terminava minha visita degustando um cafezinho, alí mesmo no museu.Belo trabalho Regina.Isto me lembra que preciso revisitá-lo,e como estarei de férias, quem sabe eu possa ir?

Regina Helena disse...

Imagino que você deva ter visitado esse museu muitas vezes pelo grande artista que você é. Boas férias!!!! Beijão!

Paula disse...

Olá! Esse prédio da primeira foto não é o Museu Nacional de Belas Artes, mas a Biblioteca Nacional. Abraços!

Regina Mendes disse...

Paula, muitíssimo obrigada pela correção. Já fiz a troca da foto. Como um revisor faz falta! :-) Abraços.