COMO É O "CIRCUITO LAGOA AZUL" NOS LENÇÓIS MARANHENSES

Veja também as seguintes postagens:

- Como é o Circuito "Lagoa Bonita" nos Lençóis Maranhenses

- Vassouras, Mandacaru, Caburé: o passeio 3 em 1 dos Lençóis Maranhenses

- Atins e Canto do Atins: belas lagoas, dunas e praias nos Lençóis Maranhenses

- Como são os melhores passeios nos Lençóis Maranhenses

 
O Circuito da Lagoa Azul é o mais concorrido a partir de Barreirinhas, a cidade que é a porta de entrada mais procurada para explorar os Grandes Lençóis. A Lagoa Azul é a mais visitada não somente por ser uma das mais bonitas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, mas também por estar mais próxima a Barreirinhas e por não exigir muito esforço físico. Porém, a procura faz com que ela e as demais lagoas que ficam a sua volta não sejam as mais fotogênicas pelo simples fato de que muitos visitantes estarão lá dividindo o mesmo espaço com você, saindo nas fotos junto com um cenário que é muito mais bonito quando desértico. 

Mas isso também não é motivo para desanimar porque sempre há um jeito de tirar uma foto ou uma selfie num ângulo em que só as dunas e a lagoa estejam presentes, dada a imensidão daquele oásis. Pode ser que uma determinada lagoa esteja bem cheia de banhistas, mas outras estarão quase solitárias, então prepare sua máquina fotográfica. Lembre-se de que você pode caminhar na areia entre uma e outra lagoa (os Lençóis Maranhenses são formados por várias) que estão próximas entre si, logo, num passeio à Lagoa Azul, você também verá outras como a Lagoa da Preguiça e a Lagoa da Esmeralda, que geralmente estão incluídas no "pacote".     

O Circuito da Lagoa Bonita também é muito procurado nos Lençóis Maranhenses a partir de Barreirinhas, mas não tanto quanto a Lagoa Azul porque fica mais distante, mas somente um pouco. Enquanto você leva em torno de 35 minutos dentro do transporte 4x4 em cima de uma trilha bem rudimentar (buracos, poças d´água) para chegar às dunas da Lagoa Azul, para a Lagoa Bonita você leva cerca de 10 minutos a mais. Você vai sentir os saculejos dentro do carro (e haja trepidação!) tanto para a Lagoa Bonita quanto para a Lagoa Azul. No Circuito Lagoa Azul, você também tem que subir e descer dunas bem altas, mas não tão altas quanto a duna de 80 metros da Lagoa Bonita, que é bem íngrime. Então, talvez por oferecer uma viagem um pouco mais curta e exigir um pouco menos de exercício físico, o Circuito da Lagoa Azul seja mais cheio de turistas. Meu conselho é: faça os dois circuitos. Em ambos, você irá caminhar pelos famosos Grandes Lençóis Maranhenses.

Nosso circuito da Lagoa Azul foi feito na alta temporada (em julho), quando as lagoas estão cheias. Ele incluiu as seguintes lagoas, nesta ordem: Lagoa dos Toyoteiros, Lagoa "sem sobrenome", Lagoa da Paz, Lagoa AzulLagoa da Esmeralda e Lagoa da PreguiçaFizemos duas paradas para banho, na Lagoa dos Toyoteiros e na Lagoa da Paz. Geralmente, no Circuito da Lagoa Azul, o guia também leva o grupo para a Lagoa do Peixe, que tem peixes e é perene, isto é, está cheia o ano inteiro. No nosso roteiro, ela não estava prevista. O guia deu a entender que aquelas que visitamos estavam ainda mais bonitas. É fato que alguns roteiros podem mudar a critério da agência de turismo e de acordo com a época do ano. Nós ficamos muito satisfeitos com todas as lagoas que vimos. Muitas são bem parecidas, então não dá para sair do Parque achando que ficou faltando alguma coisa. 

O Circuito da Lagoa Azul pode ser feito de manhã (entre 8:00-09:00) ou à tarde, por volta das 14:00. De manhã, acredito que as cores nas fotos fiquem mais vivas. Porém, o passeio feito à tarde lhe brinda com o lindo pôr do sol e o calor não é tão intenso. Preferimos fazer o passeio à tarde e chegamos em nossa pousada por volta das 19:30. No dia anterior, tínhamos feito o Circuito da Lagoa Bonita, que é mais "puxado". Então, nem achamos o Circuito da Lagoa Azul muito cansativo, mas, mesmo assim, ele requer disposição tanto na viagem dentro do carro (por causa da trepidação na trilha) quanto nas caminhadas sobre a areia. 

A partir de agora, vou narrar, do início ao fim, como foi o nosso Circuito da Lagoa Azul. 



DESCRITIVO DE NOSSO "CIRCUITO LAGOA AZUL":


Após o embarque dos passageiros nas Toyotas 4X4, a partir de suas pousadas, o motorista da agência de turismo fez uma pequena parada num supermercado em Barreirinhas caso alguém quisesse comprar água para levar (é uma boa, pois você vai sentir sede e precisará se hidratar) ou algum alimento, pois nos Lençóis não é vendido nada. Se você almoçar ou fizer um lanche antes do passeio, acredito que não sentirá fome. Mas faça uma refeição leve para não enjoar na viagem de carro. 

Depois do supermercado, o veículo seguiu para o local da travessia do Rio Preguiças, onde todos os passageiros e o veículo são transportados por uma balsa para a outra margem do rio. Aí depois é que começa de verdade a viagem no 4X4 numa trilha de terra, lama, poças d'água. Por causa dessas condições de estrada, o carro saculeja muito, mas o pior é quando você passa por uns caminhos estreitos de muita vegetação, pois os galhos das árvores batem nas laterais do veículo, podendo machucar quem está sentado nas extremidades, que são abertas. A dica é ficar ligado e sempre esquivar seu rosto desses galhos. O carro não passa devagar nesses caminhos, ele vai num ritmo constante (mas também não é correndo), provavelmente para não atolar.

Portanto, o trajeto até chegar à Lagoa Azul é desconfortável. Tudo pelo que você passa ao fazer o Circuito da Lagoa Bonita, você também passa no Circuito da Lagoa Azul: travessia do Rio Preguiças e viagem de Toyota 4X4 na trilha com muita trepidação. Só que a viagem, como já expliquei, é um pouco menor. Se você ainda não leu a minha postagem sobre o Circuito Lagoa Bonita, dá um pulinho lá que eu dou mais detalhes sobre a aventura da viagem na trilha até os Lençóis. 


OBS: Se quiser ver as fotos ampliadas, é só clicar em cima delas.

Os veículos em Barreirinhas que levam os grupos aos passeios são Toyotas 4X4 especialmente adaptadas para andarem nessas trilhas de terra. Aqui vemos uma parte da trilha que leva à Lagoa Azul. São trechos assim, alguns mais estreitos. Então, entenda aqui por que os galhos das árvores acabam batendo nas laterais das Toyotas.


Quando finalmente acaba a trilha, é hora da Toyota estacionar numa área que é a "base" das dunas. 

Repare na quantidade de Toyotas estacionadas. Cada uma trouxe um grupo de turistas para explorar os Lençóis Maranhenses (acredito que para o mesmo Circuito). Na alta temporada é assim. Muita procura, principalmente pela Lagoa Azul. O bom é que se um desses carros atolar na estrada, o que não vai faltar é ajuda. 


Então, saímos dos veículos e fizemos tudo a pé, subindo e descendo dunas. Esta foto foi tirada bem no início de nosso passeio, assim que deixamos o estacionamento. O guia nos levou primeiramente para a Lagoa dos Toyoteiros.


Passamos por algumas lagoas no caminho...


E chegamos à Lagoa dos Toyoteiros, onde um grupo de visitantes já se banhava. Aqui foi feita uma parada de cerca de 40 minutos para fotos e banho.


Lagoa dos Toyoteiros - Lençóis Maranhenses



Lagoa dos Toyoteiros, que tem a água verdinha. As dunas são brancas, só ficaram um pouco escuras nesta foto porque eu usei uma função na máquina fotográfica para realçar as cores, mas não gostei do efeito.


A Lagoa dos Toyoteiros foi, para mim, a mais bonita do Circuito da Lagoa Azul, apesar de não ter toda a fama daquela que dá nome ao Circuito. Repare nas belas curvas desta lagoa.


A água da Lagoa dos Toyoteiros é uma delícia. Quentinha. Aliás, todas as lagoas nos Lençóis Maranhenses onde me banhei estavam com a temperatura assim. Não peguei nenhuma com água gelada. Agora, repare na profundidade dessa lagoa. A maioria das lagoas para as quais os guias levam para banho são rasinhas assim. Diversão certa para adultos e crianças. Não há nenhuma correnteza aqui, então o banho é delicioso. Não dá vontade de sair da água. 


Esta é uma parte da Lagoa dos Toyoteiros. É que ela é bem grande.


Lagoa dos Toyoteiros - Lençóis Maranhenses. Repare que aqui a lagoa já apresenta uma cor mais para o azulado.  

Depois do descanso na Lagoa dos Toyoteiros, o guia nos levou para apreciarmos uma lagoa que ele disse não ter sobrenome. É uma lagoa muito bonita também, o único problema é que ela estava lotada de banhistas. Digo "problema" porque o que o visitante mais quer é fotografar as lagoas desertas. Mas, tudo bem. Há outras! 

A "Lagoa sem sobrenome" também tem um desenho lindo. O movimento das areias é que dá o formato.


Aqui tivemos uma pequena pausa para fotografarmos a "Lagoa sem sobrenome".  

Depois, seguimos em direção à Lagoa da Paz, que costuma ser muito visitada neste circuito, mas, felizmente, não estava com muitos banhistas. 

Lagoa da Paz - Lençóis Maranhenses


Lagoa da Paz - água transparente, verde e quentinha. Um diferencial dela (pelo menos, nesta época) é que a parte detrás tem um "paredão" de areia (duna) razoavelmente alto. Aqui foi nossa segunda parada para banho.


Depois do banho na Lagoa da Paz, caminhamos sobre as dunas em direção à Lagoa Azul. Agora, repare no avião que sobrevoa os Lençóis Maranhenses (clicando na foto, você vê a ampliação). Essa é mais uma opção de passeio que você pode fazer nos Lençóis. Vistos do alto, eles devem ser deslumbrantes. 


Então, finalmente chegamos à Lagoa Azul. Esta é uma parte dos "fundos" da Lagoa Azul, segundo nosso guia. Veja que, aqui, ela apresenta uma coloração prateada.  




Continuação da Lagoa Azul (os "fundos").


A parada na Lagoa Azul foi somente para fotos; não houve banho.


Segundo nosso guia, a Lagoa Azul não estava tão azul.


Continuamos andando nas dunas até chegarmos à outra parte da Lagoa Azul.

Caminhar pelas dunas é uma atividade constante nos circuitos nos Lençóis Maranhenses. No final da tarde, o calor já não é tão intenso.


Lençóis Maranhenses - Circuito Lagoa Azul



A areia branca e fofa dos Lençóis Maranhenses



E aqui vemos a outra parte da Lagoa Azul, que está muito mais para verde do que para azul.


Não importa a cor, a Lagoa Azul é linda!


Lagoa Azul - Lençóis Maranhenses


Lagoa Azul - Lençóis Maranhenses



E pausa para fotos da gente na Lagoa Azul, é óbvio! rsrsrs Os guias dos passeios aceitam numa boa os pedidos dos visitantes e tiram suas fotos.


Apoie-se na inclinação da duna, afunde o pé na areia e relaxe para as fotos. Parece que você vai cair, só que não!


Lagoa Azul - Lençóis Maranhenses. Veja como a areia é branquinha.


Depois da Lagoa Azul, mais uma caminhada e chegamos aqui, na Lagoa da Esmeralda

Em seguida, tivemos que subir mais uma duna, a mais íngrime deste circuito, para assistirmos ao pôr do sol em frente à Lagoa da Preguiça. Para mim, fez todo o sentido ela ter esse nome no momento em que chegamos aqui. Afinal, era a hora de sentarmos e descansarmos com os olhos firmes no astro-rei. 


Lagoa da Preguiça - Lençóis Maranhenses


Hora dos visitantes terem o merecido descanso. Em frente à Lagoa da Preguiça, a galera admira o pôr do sol, que, nos Lençóis Maranhenses, deve ser um dos mais bonitos do mundo! 


Lagoa da Preguiça e o pôr do sol.


E foi com o pôr do sol que acabou nosso passeio. Assim, todos seguem para seus veículos, junto com seus guias, e a viagem de volta a Barreirinhas, já sabe como é, né? Terminada a "aventura' na trilha, parada em frente ao Rio Preguiças para pegar novamente a balsa, exatamente como acontece com o Circuito da Lagoa Bonita. Nos dias com mais movimento, sempre há uma espera para pegar a balsa, por isso as tendas onde são feitas as tapiocas ficam estrategicamente posicionadas.   

Tenda em frente ao Rio Preguiças (no local de partida da balsa) que vende artesanato local e tapiocas. O movimento é grande no retorno dos passeios.


As tapiocas são preparadas na hora. 


A agência de turismo que realizou nosso Circuito da Lagoa Azul foi a Vale dos Lençóis e o nosso guia foi o Roberdam. Excelente guia. Nossos outros passeios foram com essa mesma empresa, somente o Circuito da Lagoa Bonita é que fizemos com a Natural Eco Turismo. É que quem agendava nossos passeios era a pousada onde nos hospedamos, o Hotel Pousada do Buriti. Indico a pousada e a agência de turismo para todos.

Nenhum comentário: